‘Parem de lavar privadas e voltem’, diz Maduro a migrantes

 

Presidente afirmou que venezuelanos são alvos de xenofobia

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fez nesta terça-feira (28) um chamado para que pessoas que fugiram para outros países por causa da crise voltem para suas casas.

Segundo o mandatário, os migrantes venezuelanos viraram vítimas da “escravidão”, da “perseguição” e do “desprezo” a que são submetidos nos “países de direita”. “Deixem de lavar privadas no exterior e venham viver na pátria e amar a Venezuela”, disse.

As declarações foram dadas durante uma cerimônia no Palácio de Miraflores, em Caracas, por ocasião do retorno de 89 pessoas que haviam fugido para o Peru. A iniciativa faz parte do “Plano Volta à Pátria”, que é patrocinado pelo governo.

Maduro ainda afirmou que muitos venezuelanos escutaram o “canto da sereia para viver no meio da guerra econômica” e só conseguiram “racismo, desprezo e perseguição”. “Aqui nunca houve campanha xenófoba. Aqui não perseguimos colombianos nas ruas, como fazem as oligarquias colombianas e de Lima”, acrescentou.

Desde 2015, mais de 1,6 milhão de venezuelanos fugiram para países da região, como Colômbia, Equador, Peru e Brasil, gerando a mais grave crise humanitária deste século na América do Sul. A situação já é comparada pelas Nações Unidas à emergência migratória no Mediterrâneo. (ANSA)

 

Fonte: Notícias Ao Minuto

Foto: Reuters / Handout

 

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: