Brasiliense Ian Spinetti apresenta-se em concerto inédito da “Noite das Estrelas”, na Sala São Paulo

 

A apresentação reúne Spinetti e outros jovens talentos da música erudita, todos bolsistas do Mozarteum Brasileiro, nos dias 8 e 9 de outubro 

Nascido no Distrito Federal, Ian Spinetti, de apenas 23 anos, já possui uma grande carreira como tenor. Iniciou seus estudos em canto erudito em 2013 na Escola de Música de Brasília e, três anos depois, em 2016, conquistou uma bolsa de estudos concedida pelo Mozarteum Brasileiro, para se aperfeiçoar na Alemanha. Já se apresentou em diversas partes do mundo, e agora é a vez da plateia da Sala São Paulo conhecer o talento de Spinetti, que também fará uma apresentação solo de uma das músicas de Franz Lehár, compositor austríaco.

Spinetti estará junto de outros 11 talentosos solistas, de instrumento e canto, que irão se apresentar no “Noite das Estrelas”, com acompanhamento da Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro, sob regência do maestro titular Carlos Moreno. Essa será a primeira vez em sua história que o Mozarteum, consagrado por trazer ao Brasil as principais orquestras e cantores internacionais, promove dois grandes concertos executados apenas por jovens músicos brasileiros. Todos foram beneficiados por bolsas de estudos da instituição e conseguiram, por meio delas, ampliar seus conhecimentos, viver experiências em academias e festivais, no Brasil e no exterior, e alavancar suas carreiras.

A trajetória de Spinetti comprova isso. Após participar da 1ª academia Canto em Trancoso, no Teatro L’Occitane (Trancoso, BA), ganhou bolsa de estudo para participar da Chorakademie Lübeck, na Alemanha em 2016, e hoje cursa bacharelado em canto erudito no Leopold Mozart Zentrum da Universidade de Augsburg, também na Alemanha. Participou, ainda, nos Estados Unidos, da primeira edição da Residência Internacional na Casa de Ópera de Chicago em 2015. Em 2016 passou a morar em Augsburg onde vem se apresentando, principalmente em oratórios – como Petite Messe Solennelle de Rossini, Missa em Si Menor de Bach, entre outros.

Músicos como o ex-bolsista Ian Spinetti são motivo de orgulho para Sabine Lovatelli, presidente do Mozarteum. Ao fundar a instituição, em 1981, Sabine se propôs ir além de trazer ao País atrações internacionais de excelência. Com foco em ações socioeducativas, a instituição vem também, desde então, incentivando jovens músicos, compositores e cantores brasileiros, identificando talentos e concedendo bolsas de estudos em academias, escolas e universidades estrangeiras.

CONCERTO “NOITE DAS ESTRELAS”

Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro

Carlos Moreno, regente

Solistas de canto e instrumentos

8 e 9/10 – Concertos – 21h (Sala São Paulo)

Ingressos/Setores: R$150 (D); R$250 (C); R$400 (B); R$500 (A)

https://mozarteum.byinti.com

Patrocinadores

Mantenedores: EMS e Banco Votorantim

Ouro: Bradesco, Ernst & Young

Prata: Pirelli

Colaborador: L’Occitane, Estadão

Realização: Mozarteum Brasileiro, Ministério da Cultura, Lei de Incentivo a Cultura, ProacSP, Governo do Estado de S. Paulo – Secretaria da Cultura

PROGRAMA

Abertura Vittoria

Carlos Eduardo Moreno

 

Wolfgang A. Mozart (1756 – 1791)

Non più andrai – de As Bodas de Fígaro

Vinicius Costa, barítono

 

Giovanni Bottesini (1821 – 1889)

Grand duo concertante – para violino e contrabaixo

1º movimento – alegro maestroso

Eder Grangeiro, violino
Julio Nogueira, contrabaixo

 

Giacomo Puccini (1858 – 1924)

Sim, me chamam de Mimi – de La Bohème

Camila Rabelo, soprano

 

Charles Gounod (1818 – 1893)

Ah, levanta-te, Sol! – de Romeu e Julieta

Gabriel Henrique, tenor

 

Ludwig van Beethoven (1770 – 1827)

Romance em Fá Maior Op. 50

Geisa Santos, viola

 

Vicenzo Bellini (1801 – 1835)

Se Romeu matou seu filho – de “Os Capuletos e os Montecchio”

Bruno de Sá, soprano

————————————

Eduardo Frigatti

Aquarela Trancoso (estreia mundial)

Dmitri Shostakovich (1906 – 1975)

Concerto nº 1 para violino

4º movimento – Burlesque

Jesse Reis, violino

Georges Bizet (1838 – 1875)

Habanera – de Carmen

Marcela Rahal, mezzo-soprano

Ernest Bloch (1880 – 1959)

Suite Hébraique

3º movimento – Affirmation

José Batista Júnior, viola

Franz Lehár (1870 – 1948)

O meu coração é todo seu (Yours Is My Heart Alone) – de O país do sorriso

Ian Spinetti, tenor

Giuseppe Verdi (1813 – 1901)

Brindisi – de La Traviata

Todos

*Programa sujeito a alterações.

O Mozarteum

Fundado por Sabine Lovatelli e Claude Sanguszko, é uma das mais conceituadas associações culturais do país e tem como objetivo valorizar e difundir a cultura musical. Por meio da organização e promoção de espetáculos de música erudita e da manutenção de uma série de atividades educativas em São Paulo e Trancoso, sul da Bahia, fomenta a inclusão social e estende o acesso ao melhor da música para o maior número de pessoas. Desde 1981, início de suas atividades, vem atuando para cumprir dois grandes objetivos: trazer a excelência musical internacional para o público brasileiro e, ao mesmo tempo, incentivar o desenvolvimento pessoal e social por meio de várias iniciativas de cunho cultural e educativo. Traz ao Brasil algumas das maiores orquestras do mundo e abre espaço em sua programação para a apresentação de orquestras jovens e novos talentos brasileiros. Em sua trajetória, realizou mais de 1.500 concertos, que foram vistos por mais de dois milhões de espectadores, em salas de concertos e locais públicos. Mais de nove mil alunos passaram pelas masterclasses e 240 jovens talentos foram encaminhados às melhores instituições musicaisnacionais e europeias, por meio de bolsas de estudos concedidas pela instituição.

 

Fonte: Press Services Soluções Integradas em Comunicação – São Paulo/SP

Foto: Divulgação

 

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: