Contribuição Assistencial e Modernização Trabalhista

 

Contribuição Assistencial

O deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS) vai apresentar, ainda em novembro, projeto de lei que regulamenta a contribuição assistencial, que é objeto de acordos coletivos de trabalho. Segundo o ex-ministro do Trabalho e atual presidente da Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados, um dos objetivos da modernização trabalhista é dar força de Lei para os Acordos Coletivos de Trabalho. O parlamentar argumenta que “o Supremo Tribunal Federal sinalizou a necessidade de a Câmara dos Deputados regulamentar a Contribuição Assistencial, e é isso que nós vamos fazer através desse Projeto de Lei, para dar segurança jurídica e dar mais clareza e interpretação, tanto para os sindicatos, quanto para o trabalhador e o empregador”.

Modernização trabalhista

“Também haveremos de tratar de assuntos relacionados à modernização trabalhista, que sinalizamos lá atrás, quando se apresentou a Medida Provisória”, afirmou Ronaldo Nogueira. Ele pretende “aprimorar questões relacionadas às grávidas e lactantes, impedir a pejotização permanente e a definição com mais clareza dos serviços especializados para melhorar o conceito da terceirização” Com isso, assinala, será dada “maior segurança jurídica no que diz respeito a esses contratos, e será dada uma sinalização também para especialização de determinados setores da economia que atua no setor terciário das relações de mercado”.

A coluna Repórter Brasília é publicada simultaneamente no Jornal do Comércio, o jornal de economia e negócios do Rio Grande do Sul 

 

Fonte: Blog Edgar Lisboa

Foto: Reprodução

 

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: