Mais de 100 destinos pernambucanos recebem instruções sobre o Mapa do Turismo

 

Ação do Ministério do Turismo fez parte do 2º Encontro de Municípios das Regiões Turísticas de Pernambuco, realizado em Olinda

O Ministério do Turismo apresentou nesta terça-feira (13), em encontro com mais de 100 gestores municipais e 50 acadêmicos de Turismo de Pernambuco, as diretrizes para a próxima atualização do Mapa do Turismo, ferramenta de gestão pública e priorização de investimentos da Pasta. A ação integrou a programação do 2º Encontro de Municípios das Regiões Turísticas de Pernambuco, realizado em Olinda, cidade histórica a 7 km de Recife.

Ao público, a coordenadora-geral de Mapeamento e Gestão Territorial do MTur, Ana Carla Moura, explicou que a próxima atualização do documento acontecerá no ano que vem e falou sobre os critérios observados pela Pasta para incluir, excluir ou manter municípios no Mapa. A pauta incluiu também assuntos relacionados ao Portal de Convênios Siconv, acesso ao crédito por meio de programas como Fungetur e Prodetur+Turismo, ações e programas de apoio ao ordenamento e estruturação do turismo como o Cadastur, além do Programa de Regionalização do Turismo (PRT), macropolítica territorial para o desenvolvimento turístico no País.

“Foi uma oportunidade para aproximar as políticas federais do setor à realidade do turismo local. É isso que auxilia nas demandas de cada município: o entendimento sobre a diversidade dos destinos do Brasil e como cada cidade pode ser organizar para acessar e se aprimorar por meio das políticas públicas que estão à sua disposição”, ressalta Moura.

Ana Carla também apresentou o PRT+Integrado, série de iniciativas compartilhadas entre MTur e interlocutores regionais de turismo que visa aprimorar o diálogo e promover o intercâmbio de experiências e boas práticas entre representantes de todos os estados brasileiros.

FERRAMENTA DE GESTÃO – O Mapa do Turismo foi instituído no âmbito do Programa de Regionalização do Turismo (PRT) para orientar a atuação do Ministério do Turismo no desenvolvimento das políticas públicas para o setor, considerando peculiaridades de mercado, vocações e demandas regionais. Por meio do recorte territorial, o documento define prioridades de investimento para infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, entre outras áreas contempladas pela Pasta.

Atualizado bienalmente, o mapa conta com 3.285 municípios divididos em 328 regiões turísticas em sua última versão (2017). Os municípios que o compõem foram indicados por órgãos estaduais de turismo em conjunto com instâncias de governança regional, a partir de critérios construídos em conjunto com MTur.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Por Nayara Oliveira

Foto: Bruno Lima/Banco de Imagens MTur Destinos

 

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: